Oulipo e a pesquisa sobre literatura potencial

17 de agosto de 2009 às 14:25 | Publicado em Ensaio | Deixe um comentário
Tags:

Por Ana Alencar e Ana Lúcia de Moraes.

Raymond Queneau já era um escritor consagrado quando decidiu escrever os Cent mille milliards de poèmes. Na época, encontrou um amigo matemático, François Le Lionnais, com quem comentou, segundo conta o próprio Queneau, que estava um pouco assustado com o imenso desafio que os poemas representavam – para se ter uma idéia, tratava-se de um sistema que explorava as possibilidades de combinação de dez sonetos cortados em quatorze pedaços cuja completa realização somente se tornou possível com o desenvolvimento posterior da informática. Desse encontro entre Queneau, escritor interessado em pesquisas matemáticas, e Le Lionnais, matemático interessado em literatura, surgiu a proposta de fundar o OULIPO.

Continua aqui.

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: